Número total de visualizações de página

domingo, 27 de setembro de 2009

Incerteza

Naquele ano, naquele dia,
Achei que estava tudo certo.
Mais tarde, bastante mais,
Noutro ano, noutro dia,
Ignorei tudo o que sabia
E percebi que, afinal, nada era certo,
Na incerteza dos meus
E dos teus dias!


Helena

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Deus


Porque é que uns nascem ricos
E outros nascem tão pobres?
Porque é que uns nascem bonitos
E outros nascem tão feios?
Porque é que uns são inteligentes
E outros o são tão pouco?
Porquê?
Porque o mundo não é justo,
Nem nós somos iguais.
Porque só Deus destina
Quem tem menos
E quem tem mais!

Helena

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Café e chocolate

Lembro-me ainda bem
Do primeiro beijo que lhe dei.
Teve gosto a canela
Misturada de café.
O seu corpo era musculado
Sua língua um rebuçado.
Moreno de África, tostado.
Olho verde, de azul cruzado.
Na linhagem, a mistura nórdica
Caldeava o calor adivinhado
No gingar dos movimentos
E no chocolate da pele.

Helena